:: BEM VINDO :: Monte Aprazível, 11 de Dezembro de 2017.

Links de Conteúdo
:: Adubação
:: Clones
:: Como Plantar
:: Crédito de Carbono
:: Custo de Implantação
:: Doenças
:: Dúvidas Freqüentes
:: Futuro da Seringueira
:: Fazendas a Venda
:: Mão de Obra
:: Objetivos da Empresa
:: Palestras 2010
:: Reserva Legal
:: Retorno de Investimento
:: Sangria
:: Seringueira
:: Seringueira com Irrigação
:: Simulação Rec/Despesa
:: Últimas Matérias
:: Zoneamento Seringueira

Previsão do Tempo

Seja Bem Vindo

voltar/ver mais notícias
 

Netafim debate sobre irrigação e fertirrigação na cultura da seringueira

05/11/15

A Netafim, empresa pioneira e líder mundial em soluções de irrigação por gotejamento, participa do IV Encontro Técnico Nacional de Heveicultura, realizado pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, nos dias 19 e 20 de novembro, na UNIFEB, em Barretos/SP.

O coordenador agronômico, William Damas, ministrará uma palestra no primeiro dia do encontro sobre “Irrigação e fertirrigação por gotejamento na cultura da seringueira”. “Na cultura da seringueira a irrigação por gotejamento é a mais adequada, pois dá um incremento de produtividade em até 40%. Além disso, essa tecnologia pode antecipar o período de sangria em dois anos, dando mais uniformidade no stand de plantas e rápido desenvolvimento”, explica Damas. No Brasil, a irrigação em seringueira é ainda um assunto pouco explorado. “Num país como o nosso que vive um momento de déficit hídrico se torna essencial buscar alternativas que aumentem a produtividade e, principalmente, economize água”, ressalta o coordenador agronômico.

A tecnologia de irrigação por gotejamento conhecida como “gota a gota” ainda permite a técnica da fertirrigação que é a aplicação dos nutrientes na lavoura por meio da água irrigada em que é possível controlar quando a planta será irrigada, quanto de água será utilizado, que zona da lavoura se deseja irrigar, quanto de produto será colocado, tudo feito de forma automatizada, controlada e precisa. “É possível também usar produtos químicos para controle de pragas e doenças, sem risco de contaminação da área e do produtor”, finaliza Damas.

Outros temas estão na programação: clones, irrigação, plantio, sangria, pragas e doenças da cultura da seringueira, custo de produção e mercado de borracha natural. O evento é destinado para produtores rurais, agrônomos, técnicos agrícolas, estudante e outros profissionais do setor. Os interessados podem fazer as inscrições pelo website: www.cda.sp.gov.br ou www.unifeb.edu.br.

FONTE: AGROLINK

 

 

voltar/ver mais notícias

 

 

heveabrasil.com - Copyright (c) 2005 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento e Hospedagem: © 2000 produtoraferreira.com.br